quarta-feira, 14 de novembro de 2012

SPFW Parte 2

Um sonho, um escândalo de beleza assim foi a coleção de João Pimenta no SPFW, com principal referência nos malandros e de personagens como: Assis Valente e Celestino Noel Rosa. As roupas trazem um resgate a estética dos anos 1930, sendo uma coleção delicada, ousada e moderna ao guarda roupa masculino. Trazendo uma modelagem arrojada e diferente das peças masculinas, alguns tecidos foram feitos de formas artesanais pelo próprio estilista, na cartela de cores tivemos cores básicas como: bege, vinho, marrom e preto.

Espetáculo, ousadia, modernidade no guarda roupa masculino é a o grande diferencial de João Pimenta. 

Básica e simples podemos dizer assim que foi a coleção da marca UMA de Raquel Davidowicz, onde não houve  um tema de coleção definido. Resultando em uma coleção comercial e casual sendo fiel ao principal o estilo da marca. Com peças de alfaiataria e um contraponto com modelagens mais amplas, na cartela de cores temos os básicos, preto, branco, grafite, azul marinho e algumas core como laranja, vermelho e com alguns tecidos brilhosos, nos materiais tivemos muito couro e trico trabalhado em diversas formas.

Simples, básica e fiel ao estilo da marca assim foi o desfile da UMA de Raquel Davidowicz.

Luxo, Luxo e mais Luxo, é a cara da ryqueza a coleção de  Samuel Cirnansck, com muito brilho, muita transparência  deixando a mulher em seu estado de puro poder e sofisticação. Com inspiração  na cultura egípcia, principalmente com foco na rainha Nefertiti, apresentando uma coleção com 15 lindos e perfeitos modelos de vestidos de diferentes formas, com bordados elegantíssimos e poderosos sobre um tule praticamente invisível, com bustos todos em pedrarias, bordados acrescentam mais delicadeza e sofisticação as peças, entre as cores temos muito douro, preto, coral e lápis-lazuli.

É a cara da ryqueza Samuel Cirnansck com muito brilho, transparência e poder.

Drama Queen! sombria, misteriosa essa foi a cara do desfile de Lino Villaventura, muito preto, muito drama, muito medo?! trazendo uma coleção com capuzes rígidos,  vestidos sofisticados com bordados em pedrarias e cristais. Transparência para elas e para eles, em uma riqueza de materiais como: organza, cetim e a utilização de um fio metálico na composição de alguns tecidos, nas cores tivemos muito preto,ouro, prata, laranja e cinza.

Obscuridade, medo, sofisticação esse era o Drama Queen de Lino Villaventura.

Militar, séria e com pegada anos 60 foi assim que a Colcci marcou sou presença no SPFW, para as mulheres ficou marcada a linha de college. O jeans wear ganhou uma cara nova com aplicações de pedrarias, estampas arrojadas, para os homens tivemos sobreposições modernas de bermuda sobre legging, casacos com formas e estampas com um diferencial no acabamento e modelagem. Os diferentes uniformes foram inspiração para a coleção, que teve como cores tons escuros como: verde militar, preto, azul em diferentes tons e algumas peças em bordô, na matéria-prima muito denim, couro e lã de alfaiataria.


Militarismo, uniformização e tons escuros marcam a Colcci no inverno de 2013.

Beijos

Marcelo



Nenhum comentário:

Postar um comentário