quarta-feira, 24 de abril de 2013

Fashion Rio #Parte 2

Vamos começar com o meu favorito, Herchcovitch, que foi buscar inspiração nos trabalhadores das minas de carvão e petróleo, trabalhadores do campo, e os moradores do oeste americano, retratados na série de fotos “The American West”, de Richard Avedon, nos anos 1970 e 1980.

Uma coleção mais fácil de ser compreendida por um público maior e mais jovem.
A silhueta anos 50 mistura-se a referências das roupas dos trabalhadores do campo e de minas de carvão, com elementos de jardineira, como alças e bolsos.


Lenços, Bolsas e bolsos foi o que deu ar a coleção da Marca Herchcovitch. 

Coca-Cola Clothing disse: “A nossa inspiração partiu do Brasil, mas a gente queria mostra-lo sob um outro ponto de vista, sem deixar de falar dos clássicos como praia e os grandes cartões postais que são reconhecidos mundialmente”.


Muitos recortes e cores vibrantes, e formas inspiradas nas roupas dos surfistas: super justas no corpo, com golinha mais alta, fechada com zíper.




RESERVA: 
O desfile da Reserva para apresentar sua coleção masculina de verão 2014 no Fashion Rio foi uma tentativa de ir na contramão da tendência. A partir do questionamento "se pensamos a moda como uma manifestação artística, por que deve-se seguir uma regra com base num comportamento europeu?"
Com esse pensamento, eles esconderam seus looks atrás de uma arara (presa ao corpo dos modelos), na qual fantasias de carnaval vinham em primeiro plano.


A Salinas mostrou uma coleção graciosa com referências à década de 60 e a Brigitte Bardot, além dos filmes de verões italianos. Mas a ideia desse próximo verão está no clima do desfile de forma clara e gostosa de acompanhar.


Filme “O Talentoso Mr. Ripley” é outra referência da apresentação. Listras e poás são os elementos mais marcantes e aparecem em peças de formas variadas, como tops e calcinhas maiores e maiôs com alças mais largas que cobrem todo o bumbum.


Nica Kessler: Eu me inspirei no fundo do mar e também nos cardumes e peles dos peixes, e eles se dividiram assim: os peixes vieram mais nas estampas, que parecem uma pintura, e são assinadas pelo artista plástico Gabriel Castro; e a parte do fundo do mar aparece mais nos acessórios, pulseiras, brincos e colares.




Na passarela, destaque para a leveza das peças soltas no corpo, super frescas e desejáveis, especialmente as de organza de seda com renda guipir fazendo as vezes de forro, que tinham um movimento muito bonito com o caminhar das modelos.


Patricia Viera Nesta estação, ela foi com Felipe e sua filha Andrea para a Jamaica e de lá trouxe a cartela de cores e parte do clima que envolve a coleção.


As peças são coloridas e com shapes confortáveis, mas que também acompanham a silhueta feminina.




Triya: “Uma mulher forte, de um corpo inteligente, de uma alma profunda, da figura feminina que está à frente, da boca vermelha que beija e berra, do peito nu que seduz e luta, do olhar que encara, impulsiona e move o mundo”.



Materiais: Lycra, vinil refletor, seda, tule e tubos de metal



AUSLÄNDER: O diário online do diretor criativo da Saint Laurent, Hedi Slimane, serviu como inspiração para o Verão 2013/14 da Ausländer, mergulhada no “clima sixties e nostálgico das piscinas californianas, no melhor estilo backyard pool”. 


“A gente tentou dar uma carinha de verão nos tecidos, nas estampas. Tem um tipo de animal print, mas sem ser tão clichê, sem ser leopardo, tigre, cobra; é um gato selvagem com listras, fica uma coisa mais moderna, não tão literal”


R.Groove para o Verão 2014 é cool e confortável. “É um desfile limpo com um tropical repaginado”, explica Rique Gonçalves. “É uma roupa descolada que brinca com uma alfaiataria contemporânea”.


Uma coleção de básicos, com potencial comercial especialmente entre os consumidores mais jovens.



A turma do OEstudio criou sua coleção a partir de um grupo de estudos conduzido pela neuro lingüista Izabel Monteverde sobre as bases neurais da sobrevivência altruísta, que por sua vez gerou o conceito Color Brain (cérebro do bem).


 A coleção é composta por peças básicas que estão em todos os guarda-roupas: camisas brancas, calças caqui, jaquetas, vestidos frescos e bermudas, mas quase todas têm um trabalho de textura criadas a partir de um estudo de dobraduras, origamis, plissados e vincos. Vale menção os sapatinhos de crochê artesanal, para eles e elas, muito delicado.




Bianca Marques é inspirada nos esportes, tema que veio de casa, trazido pelo filho da estilista, Luis Felipe, de seis anos: “Esse desfile é pra ele”,Meu filho pratica esporte desde novinho, e ganhei dele um chaveirinho de luva de boxe. A estampa é uma marca registrada nossa, então pensei que podia ficar muito bacana, algo que a filha e a mãe podem usar.




Isso é tudo até a próxima.
 Jú Petit



Nenhum comentário:

Postar um comentário