quarta-feira, 1 de maio de 2013

Issa London

Hoje eu vim falar sobre um assunto bem sério e técnico vamos dizer assim, o trabalho e determinação para a construção de uma marca, contando a história da brasileira radica em Londres Daniella Haleyel que de uma necessidade decidiu criar vestidos para pagar as contas.

Tendo sua primeira coleção lançado em 2001, com a marca chamada de Issa (significa uma gíria usada por surfistas cariocas), passando por diversos tombos e choros ao decorrer da carreira. “Nunca escrevi um business plan e não tenho nenhuma formula criativa” diz Daniella formada pelo Instituto de Tecnologia da Moda (Fashion Institute of Technology – FIT) de Nova York. 

Ao chegar em Londres ficou apaixonada por unicórnios e os via em todos os lugares, até o brasão da rainha era um unicórnio com um leão na frente presente nos lugares onde ela frequenta. Com todo esse amor imediato sua logomarca é um unicórnio com referência a tapeçaria La dame à La licorne (A dama e o unicórnio) do Museu Cluny em Paris.





De onde a ideia para criar roupas? Da insistência de Daniella com suas amigas que usassem vestidos e não apenas camiseta e jeans. Sua principal característica são as estampas, onde sua primeira estampa surgiu de um papel de bala chinesa chamada White Rabbit, os desenhos dos coelhinhos se tornaram imediatamente uma estampa. As obras do holandês Escher também fizeram parte desse coleção, ela enviou mais ou menos mil convites para o showroom em Paris, não obtendo “sucesso” sendo a única loja que comprou foi a Daslu, sendo sessenta peças sua felicidade não foi total, pois tinha vendido para uma grande loja mas a única. As duas coleções seguintes também não resultaram sucesso, e Daniela não quis guardar nenhuma lembrança “Rasguei tudo, joguei no lixo e não tenho nenhuma peça de acervo.” 

Conseguindo seu sucesso depois de estruturar uma equipe de trabalho (Ninguém faz tudo sozinho) “Comecei sozinha, mas a Issa só aconteceu depois que montei um time, que faz tudo com muito amor e dedicação. Sempre falamos que não adianta fazer nada de mau humor, porque a energia vai para a peça. Penso e espero que as pessoas que usem minhas roupas sintam as coisas boas que desejamos. Pode parecer infantil, mas esse é o meu sonho e o da equipe, fazer roupas bonitas, confortáveis e que dêem sorte para quem usá-las”. Acho que ela já disse tudo né! 




2006 foi seu ano de brilhar vestindo celebridades e cantoras de sucesso como Madonna vista três vezes usando vestidos seus, passando por Camilla Al-Fayed filha do dono da Harrods, Paris Hilton, Keira Knightley, Eva Mendes e Scarlett Johansson usando um vestido preto da Issa com as costas abertas em uma festa da Möet e Chandon. 

“Eu comecei dando roupas de festa, de verão, para as minhas amigas de Ibiza e para algumas hostesses de clubes privados, que se vestem de maneira supercool. As celebridades viam a roupa e perguntavam de onde era. O passo seguinte foi os escritórios das celebridades me ligarem para pedir roupas Tudo no Boca a boca.” 

A Issa tem a característica de ser um estilo de vida para ser vivido em qualquer lugar do mundo, com roupas bonitas, femininas, delicadas e descomplicadas sem neuras na hora de vestir. Sua equipe é formada por 24 pessoas de dezesseis nacionalidades diferentes, onde todos dão palpite na criação. 

Acho que com essa historia podemos perceber que não é fácil atingir o sucesso, tudo depende de você, de seu trabalho, estudo e determinação. E que sozinhos não conseguimos nada, que as parcerias e valorização de quem te ajuda só agrega mais ao seu trabalho, criando assim uma evolução para todos. E que não devemos deixar de acreditar em nossos sonhos, projetos e principalmente em nós mesmos.(Fashion Marketing,Gloria kalil,Editora Senac, 2010) 

Beijos Marcelo

Um comentário:

  1. Gostei imenso!

    Cores vibrantes e modelos usáveis.

    E o sucesso vem para aqueles que tentam, não desistem, acreditam.

    abço fraterno!

    ResponderExcluir