sábado, 7 de setembro de 2013

Filmes com temáticas GLS

Vamos falar dos filmes que eu vi durante esse mês, bom vamos começar com o meu favorito 
Um amor pra Ocultar, confesso que nos primeiros dez minutos do filme eu tive que me esforçar pra assistir porém com o decorrer da trama foi um filme que fez aflorar todos os sentimentos possíveis  amor, raiva, tristeza, melancolia  paixão e além disso a fotografia do filme é uma coisa fora de sério.
Um amor Pra Ocultar


A direção de Christian Faure , ambientada na Paris de 1942 , " Um Amor Para Ocultar " , baseado no livro escrito por Pierre Seel , " Eu Pierre Seel , Deportado Homossexual " , que conta como foi sua experiência ao ser jogado em um campo de concentração .


O Homem da minha vida (L'Homme de sa vie)


Todo verão, Frédéric e a esposa passam as férias no campo com a família. Uma noite, eles convidam Hugo para jantar. Ele é um artista gay que acabou de se mudar para casa ao lado. A partir dessa noite, Frédéric e Hugo vão iniciar uma relação que irá mexer com seus corações.



O que eu achei que o filme é bom tem uma linguagem perfeita uma junção de fotografia luz e diálogos que dão um ar extra ao filme, um típico filme francês se joga e assiste.  

Orações para Bobby    (Prayers for Bobby) 2009



Mary (Sigourney Weaver) é uma religiosa que segue à risca todas as palavras da bíblia. Quando seu filho Bobby (Ryan Kelley) revela ser gay, ela imediatamente leva o filho para terapias e cultos religiosos com o intuito de “curá-lo”."




                    Save Me 



Mark é um homossexual viciado em drogas. Depois de ter uma overdose num quarto de hotel, Mark acorda num quarto da "Casa Gênesis", onde foi internado pela própria família, a instituição evangélica promete usar um programa de 12 passos para transformar o jovem em hétero.
Na instituição Mark conhece Sott (Robert Gant), outro interno considerado ex-gay e que passa a ser mentor de Mark no programa de "recuperação". Deste relacionamento surge um romance.O filme mostra os problemas de aceitação dos internos e dos familiares, além da questão religiosa.


                                                                                    Jú Petit

4 comentários:

  1. Um amor para ocultar, o mais triste é saber que milhares de pessoas morreram por serem homossexuais! Belo filme!

    ResponderExcluir
  2. Morreram e ainda morrem !!!! Não se esqueça disso !!!! Mas para mim, o melhor é saber q quem mata também morre, e, muitas vezes em circunstâncias bem piores... Afinal não há tirania maior do q a da morte q existe para todos, inclusive para os tiranos mais perversos e cruéis também !!!!!!! E viva a morte, q tem o poder de por fim a todas as coisas !!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Um amor para ocultar e Orações para Bobby foram com certeza, os filmes que mais me emocionaram... Perfeitos !!

    ResponderExcluir
  4. Um amor para ocultar e Orações para Bobby foram com certeza, os filmes que mais me emocionaram... Perfeitos !!

    ResponderExcluir